Os casais que vão ficar eternamente juntos fazem regularmente estas 5 coisas

Costuma ser difícil saber se, a longo prazo, um relacionamento resistirá ou não aos estragos feitos pela rotina, pelas divergências, pelas diferenças de temperamento, pelas circunstâncias, etc.

Contudo, sabe-se que pelo menos alguns comportamentos são praticamente indispensáveis para um casal ter a mínima chance que seja de ser feliz para sempre:

Dar valor aos gestos do parceiro

Loading...

A insatisfação com a falta de reconhecimento é uma das principais reclamações das pessoas no trabalho. Não chega a espantar que, nos relacionamentos românticos, esse fator também interfira e cause insatisfação e rancor.

Reconhecer o valor dos gestos do parceiro é uma maneira relativamente simples de demonstrar ao mesmo tempo apreço por alguém e senso de justiça, certamente predispondo positivamente a pessoa cujo esforço é reconhecido.

Praticar pequenos gestos de carinho

Não são necessários (nem sempre, pelo menos) grandes gestos de amor. Pequenos gestos de carinho que mostram que a pessoa realmente se importa com o parceiro e com os interesses e desejos dele são um bom antídoto contra a rotina e seu poder desagregador. Todo mundo gosta de ver provas de que o parceiro pensou nele.

Estar disposto a entender que as pessoas mudam

Algumas mudanças serão inevitáveis nos membros do casal ao longo do #Relacionamento, ainda mais se esse relacionamento for durar muito mesmo. A capacidade de entender que essas mudanças são inevitáveis, aceitá-las e se adaptar a elas é fundamental para um relacionamento ter alguma chance de ser longevo.

Estar juntos porque se amam

Às vezes são outros fatores (pressão da família ou de amigos, por exemplo) que levam um casal a estar junto.

O motivo mais simples para que duas pessoas estejam juntas (porque amam e admiram uma à outra) é também o melhor e mais sólido. É difícil – quase impossível – prescindir do papel da afinidade entre os membros do casal quando se trata de criar um relacionamento que vá ser duradouro e feliz.

Não tentar transformar discussões importantes em brigas

Casais destinados a um relacionamento duradouro e satisfatório costumam entender – mesmo que talvez apenas inconscientemente – que o diálogo é importante para que os dois estejam, por assim dizer, na mesma página, e entendam o que está acontecendo com o relacionamento e o que não está agradando ao parceiro. Desse modo, tentam evoluir e evitam que o ressentimento vá se acumulando até explodir.

Sabotar a ferramenta do diálogo transformando as discussões sérias em brigas e trocas de ofensas é um jeito de dificultar que se encontrem soluções para os problemas genuínos do casal e é inventar alguns problemas que não existiam antes.

Loading...