6 verdades assustadoras sobre o açúcar que vão deixar você de boca aberta

Todo mundo sabe que ingerir açúcar em excesso engorda e oferece calorias vazias ao organismo. Mas você sabia que os malefícios deste alimento vão muito além do ganho de peso?

Veja verdades assustadoras sobre o açúcar:

Loading...

Frutose

O açúcar refinado é composto metade por glicose e metade por frutose. Enquanto a primeira é essencial para o organismo, a segunda é absolutamente irrelevante e prejudicial. O único órgão capaz de metabolizar a frutose é o fígado, que transforma a maior parte dela em gordura. O acúmulo de gordura no fígado leva a complicações sérias, podendo evoluir para câncer e cirrose. (Crédito: Thinkstock)

Vicia

Quando comemos açúcar, o hormônio dopamina é liberado no cérebro, causando a sensação de prazer. Drogas como cocaína funcionam basicamente através do mesmo mecanismo. Isso leva à ingestão abusiva e compulsiva do alimento.

Bloqueia o aviso de saciedade ao cérebro

Leptina é um hormônio secretado pelas células de gordura. Quanto mais gorda é uma pessoa, maior seu nível de leptina. Em teoria, o hormônio tem a função de avisar ao cérebro que estamos satisfeitos e que precisamos parar de comer, além de aumentar o gasto de energia. No entanto, em indivíduos obesos, apesar de estar presente em grande quantidade, a leptina não funciona propriamente.

Esta condição é conhecida como resistência à leptina e é uma das principais razões pelas quais uma pessoa come mais calorias do que queima e se torna obesa. A frutose é uma causa conhecida da resistência à leptina, por dois motivos: a insulina bloqueia o sinal de saciedade ao cérebro e a frutose aumenta o triglicérides no sangue, que também bloqueia a ação da leptina.

Diabetes

O papel da insulina no nosso corpo é estimular que as células queimem glicose ao invés de gordura, controlando o nível de açúcar no sangue, que, em excesso, é altamente tóxico. Quando consumimos muito açúcar, as células se tornam resistentes ao efeito da insulina, elevando o nível de glicose no sangue e levando a complicações seríssimas, como síndrome metabólica, obesidade, doenças do coração e, especialmente, diabetes tipo 2.

Risco de câncer

O câncer é caracterizado pela multiplicação desregulada e acelerada das células. A insulina é um dos hormônios importantes que regulam esta multiplicação e que é prejudicado com o alto consumo de açúcar (conforme descrito no item anterior). Além disso, a ingestão de calorias em excesso associada ao sedentarismo é uma das principais causas ambientais conhecidas do câncer.

Infarto e doenças do coração

Apesar de a gordura saturada levar fama de vilã, estudos sugerem que o açúcar pode ser o grande causador de doenças cardiovasculares, uma vez que aumenta os níveis de triglicérides, colesterol ruim e glicose no sangue, além de contribuir para a obesidade. Estes efeitos podem ser percebidos em apenas 10 semanas.

(Créditos: Thinkstock)

Loading...